sexta-feira, 22 de maio de 2009

FILARMÔNICA DE OURO BRANCO-RN



Fundada em 1978 - Tendo como idealizadores o então prefeito na época, Dr. Francisco Lucena de Araújo Filho, juntamente com o Padre Ernesto da Silva Espínola (hoje Mons. Ernesto), e parte da comunidade local - a banda musical de Ouro Branco-RN, deu inicio a suas atividades com a instalação da Escola de Música sob responsabilidade do Sr. Urbano de Araújo Medeiros, no salão da Casa Paroquial.

A idéia do nome da banda partiu do maestro Urbano Medeiros e teve aprovação de todos que faziam parte da mesma, permanecendo até hoje: Filarmônica Manoel Felipe Nery.
Seu primeiro maestro Urbano Medeiros rege a banda de música até 1981. Desde então já passaram pela regência da banda musical Ourobranquense os senhores Severino Salvino de Medeiros (Seu Bio – in memorian), Delano Lucena, Ubaldo Medeiros, Amariudo dos Santos Silva, Ademir dos Santos Silva (o mesmo atualmente continua à frente da referida filarmônica).

A Filarmônica Manoel Felipe Nery - que é mantida pela prefeitura municipal de Ouro Branco-RN - tem uma trajetória brilhante desde sua fundação. É ela que abrilhanta as festividades cívico/religiosas e datas comemorativas como: a Festa da Colheita, do Divino Espírito Santo, desfile do 07 de setembro, dentre outros. Além disso, suas apresentações não se restringem apenas a Ouro Branco, sendo esta convidada a se apresentar em várias outras cidades do RN e PB nos mais diversos eventos culturais.

Associação Comunitária dos Músicos Ourobranquenses - ACMO:

Em 2004 surge a idéia de se fundar a Associação Comunitária dos Músicos Ourobranquenses, essa idéia foi possível de ser concretizada graças ao programa Desenvolvimento Solidário.

A Associação Comunitária dos Músicos Ourobranquenses (ACMO) tem como finalidade fomentar a arte musical e manter a Filarmônica Manoel Felipe Nery.

A partir da Associação foi conseguido inúmeros progressos como por exemplo, a construção da Escola de Música e a aquisição de instrumentos musicais.

Informação: O maestro e compositor Orilo Segundo Dantas de Melo compôs um belíssimo dobrado em homenagem ao mestre “Manoel Felipe Nery” batizando-o com o mesmo nome.

Nenhum comentário:

Postar um comentário