quarta-feira, 16 de maio de 2012

FUNARTE E MÚSICOS SE ENCONTRAM EM SERGIPE PARA DISCUTIR A CADEIA PRODUTIVA DA MÚSICA



Na última sexta-feira, 11 de maio, aconteceu um diálogo entre a Fundação Nacional das Artes (Funarte) e os agentes da música sergipanos, no Auditório Francisco Pimentel Franco, em Aracaju. A conversa propôs um diálogo sobre a cadeia produtiva da música, com enfoque nos Editais e no Projeto de Circulação Musical Nordeste. Entre os segmentos, reuniram-se os agentes de música das áreas de Música Infantil, Bandas e Fanfarras, Forró, Rock, MPB, Samba, Bossa Nova, Bandas de Blocos e Escolas de Samba dentre outros.

Reinaldo Freire, representante da Funarte no Nordeste, apresentou os caminhos e contatos que o setor da música deve percorrer nos sites da Funarte e do Ministério da Cultura (MinC) para aumentar ainda mais a sua participação nos editais e projetos ofertados por estes órgãos. Dentre as demandas locais, surgiu a necessidade da criação de oficinas profissionalizantes para a música. Ciente da solicitação, foi proposto ao setor musical organizado discutir quais seriam as oficinas que, por critério de prioridade, poderiam ser sugeridas. As verbas e projetos destinados a bandas e fanfarras, assim como as inscrições das bandas no cadastro da Funarte também foram pontos levantados durante o encontro.

Entre os convidados, esteve presente a Associação de Bandas, Fanfarras e Regentes do Estado de Sergipe, a Federação de Fanfarras e Bandas de Sergipe, a Secretaria de Cultura do Estado de Sergipe além do Fórum de Música e artistas especializados. O encontro funcionou como escuta para conhecer a realidade da categoria, para tentar atender suas necessidades orientando sobre as possibilidades de diálogo entre o segmento e as instituições públicas mantenedoras de políticas culturais especializadas para a área.

Texto: Stephanie Siqueira – Ascom RRNE/MinC
Foto e Informações: Fórum Permanente de Música de Sergipe
Fonte: http://culturadigital.br/mincnordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário