quarta-feira, 3 de junho de 2009

"A música se move lenta, depois movimentada,
Em alguns rostos, lágrimas, lamento.
Um filho desfila no pensamento
O amor volta com as notas...
Há pelo ar rodopiando uma dança,
Sonho, a mãe, a criança,
Flores, amores que se perderam.
Há em cada cabeça uma recordação,
Da infância, mocidade, ilusão."

Ana Maria de Azevêdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário