segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

SÉRIE: GLOSSÁRIO MUSICAL - LETRA C

C: designação alfabética da nota Dó usada nos países de língua inglesa e alemã.

Caccia (ital.): forma vocal utilizada na Itália por Landini e outros compositores da Ars Nova, sobretudo no século XIV. "Da caccia", indicação que podemos encontrar em cantatas de Johann Sebastian Bach, por exemplo, precisa o carácter de certos instrumentos do Barroco.

Cadência: fórmula da harmonia tradicional que conclui uma frase ou uma obra.

Caixa de ressonância: corpo de um instrumento cuja cavidade amplifica a vibração das cordas.

Calando (ital.): diminuição da intensidade retardando o andamento.

Canção de embalar: canção popular em andamento lento e melodia docemente balançada para adormecer as crianças.

Cânone: forma musical baseada na imitação - uma melodia é executada em duas ou mais partes diferentes, repetindo-se indefinidadmente.

Cantata: obra para coro e/ou vozes solistas, com acompanhamento instrumental.

Cantus firmus (lat.): melodia de um canto religioso ou profano, tomado como base de uma obra contrapontística.

Cantus firmus (lat.): melodia de um canto religioso ou profano, tomado como base de uma obra contrapontística.

Canzona (ital.): canção polifónica renascentista ou obra instrumental composta no mesmo estilo.

Cifra: símbolo usado na música para designar um acorde e a sua composição.

Clave: símbolo colocado logo no princípio da pauta ou pentagrama para indicar o nome das notas musicais. Há três claves: Sol, Fá e Dó, em diferentes linhas da pauta.

Cláusula: cadência na música medieval.

Coda: termo italiano que significa cauda, isto é, fim de um trecho musical, de um andamento de uma sonata ou sinfonia.

Col legno (ital.): locução italiana que significa "com a madeira" em vez de tocar com o arco da forma normal (indicação para os intrumentistas de arco).

Coloratura: significando inicialmente cor ou colorido, a palavra italiana passou a designar as obras vocais extremamente ornamentadas em registo agudo que exigem do intérprete grande virtuosidade.

Compasso: divisão métrica de um texto musical, em que há uma regularidade de tempos fortes e fracos.

Concerto: obra para um ou mais instrumentos e orquestra.

Concerto grosso: concerto barroco em que a um pequeno grupo solista (concertino) se contrapõe o orquestral ("ripieno").

Conductus (lat.): forma medieval em que uma voz realizava um contraponto incipiente sobre um canto dado, chamado "cantus firmus".

Consonância: combinação de sons simultâneos que produzem uma sensação de equilíbrio ou repouso.

Contralto: a voz feminina mais grave.

Contraponto: música em com várias vozes independentes e autónomas.

Cordofone: instrumento com cordas, sejam elas percutidas, como o caso do piano, friccionadas com um arco, como ou violino, ou dedilhadas, como a guitarra portuguesa.

Coro: grupo de cantores que executam em conjunto obras de música profana ou sacra, a uma ou várias vozes diferentes, masculinas, femininas ou mistas, juvenis ou adultas.

Corpo: a caixa de ressonância de um instrumento musical.

Cromática: escala em que os doze sons se sucedem sempre por meios tons, por movimento ascendente ou descendente.

Courante (fr.): dança aristocrática francesa, em compasso ternário, inserida na suite clássica.

Crescendo (ital.): aumento progressivo da intensidade de uma parte da música.

Nenhum comentário:

Postar um comentário